domingo, 30 de outubro de 2011

Espelho de Prata

                                  



    Espelho de Prata - Reagente de Tollens
   Neste experimento explora-se a redução do íon prata (Ag+) á  prata sólida pela glicose, com a finalidade de produzir um espelho de prata. Para tal, inicie por preparar o reagente de Tollens.
   O reagente de Tollens consiste numa solução amoniacal de nitrato de prata obtida a partir de uma reação entre as soluções de nitrato de prata e hidróxido de sódio com formação de óxido de prata que, por sua vez, reage com o amoníaco originando o íon complexo diaminoprata [Ag(NH3)2]+. As reações que ocorrem na preparação no reagente de Tollens podem ser traduzidas pelas seguintes equações químicas:
2 AgNO3 (aq) + 2 NaOH (aq) Ag2O (s) + H2O (l) + 2 NaNO3 (aq)
Ag2O (s) + 4 NH3 (aq) + H2O (l) 2 Ag(NH3)2OH (aq) (Reagente de Tollens)
   Após a preparação do reagente de Tollens basta adicionar uma pequena quantidade de glicose. Esta substância quando em contacto com o reagente de Tollens oxida-se a um ácido carboxílico, reduzindo, por sua vez, o íon prata do complexo
   Esta reação é a essência de um processo de fabricação de espelhos.
   A razão pela qual se adiciona uma solução de amoníaco à solução de nitrato de prata é para diminuir o potencial de redução de eletrodo padrão do íon Ag+.



Ag+ (aq) + e- → Ag (s)                                                 E0 = + 0,799 V


Ag(NH3)2+ (aq) + e- → Ag (s) + 2NH3 (aq)               E0 = + 0,373 V 


 0,373 V
   Estas semi-equações indicam que o amoníaco forma um complexo com o íon Ag+, que é mais difícil de reduzir do que ele próprio. Com esta diminuição do potencial de redução de eletrodo padrão do íon Ag+, forma-se um espelho de prata ainda mais bonito. A adição de uma solução de amoníaco à solução de nitrato de prata tem apenas uma finalidade estética.
   Caso não se adicionasse a solução aquosa de amoníaco, o íon Ag+ era reduzido tão rapidamente pela glicose que surgiria uma solução coloidal deste metal, isto é, a solução se transformaria num líquido nublado e negro.
   A adição de solução aquosa de hidróxido de sódio, além de servir para formar um intermediário que ao reagir com a solução de amoníaco origina o complexo pretendido, serve também para tornar a mistura ainda mais básica, dado que a glicose oxida-se mais facilmente em meio básico. 

   Por Júnia Barreto, Marianne Viana, Mariane Neri, Máslova Rodrigues e Lucas Rodrigo


   Referências:
    Acesso em 30/10/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário