sábado, 29 de outubro de 2011

Fireball

                          

     A principal pergunta que se faz ao ver uma fireball é “Por que ela não queima?”
     A resposta é simples, porque não tem espaço pra ela queimar.
   Em qualquer combustão lidamos com três variáveis importantes: Combustível, Comburente e Energia.
     Cada composto possui uma energia necessária para iniciar sua combustão, caso não haja energia suficiente ele simplesmente não irá queimar.
     Mas de que adianta muita energia em um combustível se ele não tem com o que reagir para entrar em combustão? É ai que entra o comburente. Na maioria das combustões o gás oxigênio assume esse papel. O comburente é a substancia que promoverá, juntamente com a energia, a quebra das moléculas do combustível fazendo com que esse libere mais energia, que promoverá a quebra de mais moléculas, entrando assim em uma reação auto-sustentada cujos limitantes são combustível e comburente.
     Já está compreendido o porque de as substancias queimarem, mas por que a bolinha não queima quem a segura?
    A resposta é muito simples, se você segurar a bolinha nas pontas dos dedos (não recomendo) o fogo terá como se espalhar por todo o corpo da bolinha, pois ela estará recebendo comburente (gás oxigênio do ar) por todos os lados, e nesse caso, ela queimara seus dedos. No entanto, quando se segura a bolinha com a palma da mão o fogo não consegue ir para a parte de baixo da bolinha, pois não há como o oxigênio chegar em quantidades suficientes para a combustão, conseqüente mente, ela não queima nessa região e pode se ter toda a segurança de segura-la e até de brincar com ela.
     Algumas pessoas dizem que a bolinha não queima por que o calor fica apenas na chama e não no corpo. Trata-se de um grande engano. A bolinha fica sim quente, e muito quente, ela só não causa queimaduras grandes como colocar a mão diretamente no fogo.
     Não é recomendável a reprodução desse experimento sem os devidos equipamentos de segurança, no entanto, para os aventureiros de plantão seguem algumas dicas importantes.
  1. Nunca apague a bolinha, o um acidente com fogo, com água, independente do combustível utilizado. Use o abafamento com um pano úmido ou até um copo ou pote. Quando se abafa você limita a quantidade de comburente e faz com que a reação simplesmente termine. Ao jogar água você está retirando a energia, isso pode funcionar, mas pode também causar um acidente maior.
  2. Você pode usar qualquer combustível liquido para esse experimento, mas lembre-se de pesquisar o quanto energéticos eles são. É recomendável o uso de etanol (álcool) para os iniciantes, já que sua chama é mais fraca e em caso de desespero ele pode ser apagado com água.
  3. O tamanho da bolinha pode ser um complicador. Grande de mais ela pode causar acidentes ao derrubar coisas. Pequena de mais pode causar acidentes ao cair em locais inapropriados. Por isso é recomendável a escolha de um local apropriado para a realização do experimento, longe de materiais combustíveis ou explosivos, com espaço livre, e uma equipe de apoio atenta.
  4. NÃO REALIZE O EXPERIMENTO SOZINHO. Quanto mais pessoas ao seu redor mais rápido será o socorro caso um acidente aconteça. Crianças devem pedir o auxilio de um adulto.
  5. Tenha sempre um cobertor úmido por perto ao realizar o experimento, caso a roupa de alguém pegue fogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário